Gelatina treme, treme

6 04 2009

Miseros segundos sao suficientes para toda a humanidade tremer.

Hoje Italia, ha’ uns meses China, ha’ um ano Kasmhira, Inglaterra, ha’ uns anos sudeste asiatico, Irao…

Em comum: destruicao, surpresa, medo.

Treme a terra, treme a falsa seguranca que o Homem construiu. A falsa seguranca que nos afasta dos outros animais nao so’ no que orgulhosamente nos faz “superiores” mas  tambem na verdadeira seguranca do instinto animal, que talvez nos permitisse prever estes acontecimentos… Um minuto talvez fosse o suficiente para puxar um colchao para cima, refugiar debaixo de uma mesa, vestir um casaco, abracarmo-nos a alguem…

Seculos de perguntas que continuam sem resposta, ciencia que avanca a passo de caracol e por mais estudos que se facam, parece impossivel prever terramotos. Nem sequer se sabe seguem um padrao ou se o movimento das placas e’ completamente caotico!

E o medo persiste… Hoje toda a gente se lembra da fragilidade humana, amanha tudo estara’ de volta ao trabalho, ‘a rotina de viver a vida como se fossemos imortais.

Excepcao: as culturas baseadas na ordem e organizacao, como a Japonesa, onde ate’ ja se nomeou o proximo tremor de terra, o “Tokai”, onde um perfeito plano de emergencia esta’ em standby (dois “pre-sinais”: escolas evacuadas; equipas de emergencia reunidas; tres “pre-sinais”: aviso oficial do primeiro-ministro sobre iminencia de tremor de terra).

Mas, por mais organizacao que haja, onde e quando sera’ o proximo?

Anúncios

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: