Bolhinha de sabão IX

10 06 2010

Não quero que se torne a minha cruz parisiense (já falei disto aqui), mas à conversa com um francês que não acreditava que havia imensos pobres em Paris, conclui que realmente é o ponto negro desta bela cidade. E o pior é que a maioria das pessoas simplesmente ignora o facto!

“Há… alguns… no metro?”

Ou o cúmulo, o tal rapaz “em Paris??? Mas em Portugal deve haver bem mais, não? Ah, eu já estive no Vietname e lá é que havia muitos!”… Como se o problema não fosse o contraste, daí serem bem mais evidentes do que em países pobres como por exemplo o Vietname…

E, confrontada com este relevo dos tempos grego-romanos, resta-me aceitar que a indiferença à infelicidade alheia esteve, está e estará muito provavelmente para sempre associada à essência humana.

Arte greco-romana, Museu Louvre

Anúncios

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: