Obrigada, Saramago

18 06 2010

Muito do que sou, da minha maneira de estar na vida mas acima de tudo da minha percepção do mundo deve-se a Saramago. Ainda era adolescente quando li o meu primeiro Saramago, Ensaio sobre a Cegueira e desde aí as suas palavras têm-me dado a conhecer novas formas de interpretar e ver a nossa relação uns com os outros e com a nossa própria essência. Raramente encontrei um autor que conseguisse tão sublimemente expôr os seus (e os meus) pensamentos em palavras. Eu sei que toda a mediatização da sua morte é uma incongruência a Saramago, mas um autor, uma personalidade tão forte marca e é inevitável. A sua perda, mesmo sendo apenas física, dói. Acima de tudo, o que mais custa é a certeza de que de Saramago já não virão mais palavras. E o presente ficou mesmo mais pobre.

Anúncios

Acções

Information

One response

20 06 2010
papis

O Presente ficou mais pobre,mas Portugal está imensamente mais rico por poder contar com este escritor,que elevou -e de que forma!-a língua portuguesa.Felizmente,lêste-o,entendeste-o tão novinha ainda e aventuraste-te pela palavra,a compreender qual é afinal a cegueira que envolve o mundo,a humanidade.Continua a lê~lo,sobretudo a entender a mensagem e a maravilha de aventura que-pela sua mão-é a língua portuguesa,a nossa Língua e,afinal,como dizia Pessoa,”a minha Pátria é a língua portuguesa”,que Saramago tão bem soube cultivar e dignificar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: