Ainda o PhD

21 07 2010

No passado fim de semana fui receber o meu diploma de doutoramento. Quase um ano depois da submissão, da defesa, de já ter sido aprovado pelo Senado e já ter o certificado há uns meses, decidi ir até Leicester e viver o meu momento “Harry Potter”.

Não sou nada de titulos, de demonstrações de sucesso, mas achei que um dia me arrependeria de não ter participado. Também é verdade que não teria vivido toda a vida académica british se não participasse nesta cerimónia.

E que formalidade! Todos os graduandos com lugares definidos, vestidos com túnicas, “capas” de acordo com o grau e a faculdade, e chapéu. Entramos no anfiteatro e esperamos em pé que toda a congregação entre, ao som de música solene e se sente nos devidos lugares no palco. Há discurso de abertura, três pancadas no chão, salutações de chapéus académicos e por  fim somos chamados um a um, por ordem alfabética, primeiro doutores, seguidos de mestres e finalmente bacharelados. Como a minha faculdade é de Ciências Biológicas e Médicas, até juramento ao Tratado de Geneva (juramento de Hipócrates) houve. Discursos inspiradores a relembrar que não só de trabalho se compõe o sucesso. Sorte, a sorte é um componente essencial e a nós só nos resta estar atentos, agarrá-la e aproveitá-la se nos cruzarmos…

No fim, a surpresa de ver uns pais babados a acentuar como o Viva foi tão privado, só mesmo eu é que o vivi. E é por isso que estas cerimónias são importantes, por “mostrarem” aos nossos mais queridos que realmente se terminou mais uma etapa. Para lhes dar um dia para celebrar connosco. Isso e o rever de colegas, um diploma para guardar e estimar e sim, muitas fotografias para relembrar.

Anúncios

Acções

Information

3 responses

22 07 2010
Mana

E a irma tambem estava contigo em pensamento!

21 07 2010
Verónica

Também nunca achei grande piada aos formalismos e rituais aparentemente sem sentido… E podem até ser cerimónias algo chatas, mas realmente valem pelo seu simbolismo e é um facto que nos acabam por marcar mesmo.
Assim como quando foi a nossa benção das fitas: também pensei o mesmo quanto ao sentido de usar um traje, assistir a uma cerimónia religiosa, ter fitinhas coloridas, e tudo e tudo, mas marcou sim o fim de uma etapa e foi muito bom partilhar esse momento simbólico entre tantas outras pessoas que sentiam e celebravam exactamente o mesmo que eu, especialmente os amigos que estavam ali mesmo ao meu lado 🙂

21 07 2010
papis

pais babados e muito comovidos com o teu sucesso bem merecido.foi mais um dos momentos que nunca esqueceremos.beijinhos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: