Worst of England III

23 02 2010

Numa altura em que tanto se questiona a liberdade dos portugueses (não me vou alargar sobre isto, apenas vejo o poder dos media a crescer e controlar tudo o que é agenda política em Portugal…), gostava apenas de deixar uma ideia do que se passa actualmente em Inglaterra para que se possa relativizar a situação no nosso país.

Como toda a gente sabe, o UK foi alvo de ataques e muitas tentativas que abalaram e assustaram os cidadãos. Resultado? Leis anti-terrorismo têm sido implementadas que afectam o direito à privacidade e consequentemente à liberdade de toda a população.

1. Em todo o lado há CCTV (câmaras que filmam 24h/7). Por um lado, faz-nos sentir mais seguros já que se algo acontecer facilmente de prova quem são os responsáveis. No entanto, a criminalidade não diminuiu e está mais do que provado que a presença das câmaras não a evita… Para além disso, nunca ninguém conseguiu explicar o que acontece a todas as gravações: são guardadas por quanto tempo, vistas por quem, apagadas como?

2. Em 4 anos preenchi um número rídiculo de inquéritos onde sou obrigada a mencionar a minha religião, a minha etnia, etc. Quando questiono o porquê, que não quero dar esses dados por serem privados, dizem-me que é para garantir que todas as pessoas têm direito a emprego ou para saberem como lidar com a pessoa a nível médico… Eu continuo a achar que é uma extrema invasão da privacidade!!! Na minha universidade, pus que a minha etnia era outra e escrevi “cidadã do mundo”. Durante os 4 anos que lá estive, recebi 3-4 cartas a dizer que era imperioso que desse a informação correcta já que o meu ficheiro não poderia entrar na base de dados…

3. A nível dos media… Se me  parece que os media controlam a sociedade em Portugal (e pela amostra a que tenho acedido, são pessoas sem formação nenhuma!), aqui no UK é chocante! Claro que há sempre jornalismo de extrema qualidade e importância. Mas estou a falar das agências noticiosas. Por exemplo o caso dos McCann… As pessoas nem imaginam como a informação foi filtrada no UK! Eu ia lendo as notícias em Portugal, depois aqui e sinceramente parecem dois casos completamente diferentes!!! Por isso é que há tantos ingleses a defender os McCann… Mas isto dava material para mais um post e não me apetece.

4. DNA. Aqui, a partir do momento que se vai a uma esquadra, por exemplo para dar identidade devido a um acidente de carro, o DNA é recolhido e fica numa base de dados para sempre! O problema é que através dessa alargada base de dados, podem encontrar suspeitos através de familiars sem que as pessoas saibam que são elas que estão a denunciar a mãe, o pai, a irmã, o marido etc! Para mim isto é chocante! Não entrando em juizos de valor sobre o crime e o criminoso, nunca quereria estar a denunciar alguém que me é querido e ainda para mais sem o saber! É uma violação clara do meu direito de escolha! Esta base de dados ainda está a gerar um largo debate, mas para mim, desde que haja uma minoria contra, esta base de dados alargada não deveria existir!

5. Mas o que recentemente mais  me tem chocado são os inumeros relatos de fotógrafos amadores que, só por estarem a filmar/fotografar centros de cidades (por exemplo durante desfiles de Natal) são levados à esquadra e chegam a passar noites em celas! Chocante? Muito! Estas pessoas estavam calmamente a praticar o seu hobby quando polícias os interpelam por acharem o comportamento suspeito (ya, tirar fotos, muito suspeito!) e, mencionam o numero blabla secção blabla do acto anti-terrorista para exigir que o cidadão dê o seu nome e morada. Se o cidadão der, pedem por rádio para verificar se está nalguma base de dados terrorista; se não der, mudam de terrorismo para comportamento anti-social para justificar a prisão! Imaginem estarem sossegadamente a tirar fotos, ser interpelado por um polícia que acha que somos terroristas e quando nos apercebemos já estamos numa esquadra! De notar que aqui no UK não há bilhetes de identidade e as pessoas não são obrigadas por lei nenhuma a andar com identificação.

Conclusão, as sociedades ocidentais estão TODAS, sem excepção (França com os muçulmanos, por exemplo) a ameaçar as liberdades dos cidadãos. Não é correcto, em país nenhum. Mas acho essencial que se saiba que não é só neste ou naquele país que isto acontece. É em todos, sem excepção. E pessoalmente, pelo que me tenho apercebido, os media são o instrumento preferido para justificar estas restrições ao cidadão comum.





Liberdade

25 04 2009

Porque recordar é viver.

portugal_25abril19741

To celebrate the Freedom Day (25 April 1974)