My wish

1 09 2010

E começando pelo fim, hoje, a caminho do trabalho e a pensar o quanto me custou deixar Lisboa no Domingo e deparo-me com esta tabuleta no chão:

Ainda pensei se seria um sinal, se pegasse nela talvez parasse logo ali um carro e lá iria eu toda feliz para a minha terra. Mas não… Responsabilidade, trabalho, pois, reconheço. E lá segui para o laboratório.





Quando as saudades apertam

1 03 2010

Numa daquelas noites mortas, em que o tempo é passado a fazer nada de jeito, lembramo-nos de “ver” as nossas cidades do ar…

“Olha a minha praia!!!”

“Ok, mostra-me lá se consegues descobrir a minha casa?”

“Vou mostrar-te a terra da minha mãe”

“Ah!!!!!!! É o nome do meu avô!!!”

E assim me relembrei, cheia, cheia, cheia de orgulho, que uma rua na terra da minha mami tem o nome do meu avô… 🙂